• A COMEC
  • SERVIÇOS

  • QUALIDADE
  • MÍDIA

  • TRABALHE CONOSCO

  • MINHA CONTA


Não Chove na Maior Parte do Espírito Santo Há Cerca de 45 Dias. Estão Proibidas Novas Instalações de Irrigação.

Publicado em 29/01/2015

A seca e a falta de chuvas há 45 dias, na maior parte do Espírito Santo, fizeram o governo adotar medidas para que a falta de água não se intensifique. A primeira delas é voltada para a agricultura: estão proibidas novas instalações de irrigação, assim como a liberação de crédito para equipamentos desse tipo. 


Outra determinação é que as companhias de abastecimento de água priorizem o atendimento à população e revisem seus contratos com o setor industrial. A resolução foi anunciada pelo governo nesta terça-feira (27).


O setor de agricultura do estado consome 70% dos recursos hídricos. Com a escassez, o presidente da Agência de Recursos Hídricos do Estado, Paulo Monteiro,  reforçou o comprometimento que as companhias de água devem ter com a legislação e a população.

 

"Tanto a legislação, quanto a política industrial de recursos hídricos, quanto a política nacional coloca que o abastecimento humano é o prioritário. Portanto diante do cenário de escassez, a resolução sinaliza claramente que essas companhias revejam seus contratos de fornecimento com essas indústrias. 


Do tipo, de reduzir a vazão para esses consumidores e de modo a manter o atendimento prioritário para a população", ressaltou Monteiro.


A resolução também pede que as prefeituras multem cidadãos que desperdicem água. Guarapari, município da região Metropolitana, que sofre com a falta de água, instaurou medidas que começam a valer a partir desta quarta-feira (28). 


A prefeitura proibiu que a população lave carros, ruas, frente de móveis e calçadas e de encher piscinas. O município também obrigou que lava a jatos e indústrias criem um sistema subterrâneo para captação de água.

 

Rios

Com a falta de chuvas, o nível dos rios que abastecem o Espírito Santo está cada vez mais baixo. De acordo com Monteiro, há duas semanas eles estavam em torno de 39% a 37% da vazão esperada para o mês de janeiro. 


Na última medição desta semana, já aponta uma nova redução, eles estão variando entre 12% a 19%. Com isso, o diretor alerta que pode faltar água durante o carnaval no estado.


"O que a gente tem sinalizado que é que a região da Grande Vitória tem o sinal de alerta com mais intensidade, principalmente as regiões atendidas pelo sistema Santa Maria, que atende o município da Serra e a parte continental de Vitória", afirma o presidente.


Caso a falta de chuvas dure por mais tempo, as medidas de racionamento de água irão se intensificar. "Existe uma possibilidade da reversão da tendência de que chuvas, que elas voltem a ocorrer a partir de meados de fevereiro, mas nós vamos continuar monitorando tanto a questão das vazões dos rios, quanto dialogando com os órgão de meteorologia. 


Mas caso esse cenário persista, haverá necessidade de revisão dessas medidas", disse Monteiro.

Não Chove na Maior Parte do Espírito Santo Há Cerca de 45 Dias. Estão Proibidas Novas Instalações de Irrigação.

Compartilhe:

 

 

Visitas: 1673

Fonte: http://g1.globo.com/espirito-santo

Entre em contato

(27) 3228-1407 | (27) 3228-2022

Plantão 24h: (27) 99977-2944

Faça uma cotação online